Estrangulou, matou e fez barbaridade

Transou com o defunto

23/10/10 01:28
atualizado em 23/10/2010 05:00

Monstro violou o corpo de ex-cunhada na frente de quatro crianças

O balconista Kléber Santos dos Reis, de 26 anos é acusado de assassinar e depois transar com o cadáver da operadora de telemarketing Vanessa Franciele Pires, de 24 anos, no bairro Nova Cintra, em Belo Horizonte.

Ele estrangulou Vanessa até a morte para então fazer sexo com o corpo. A vítima era irmã de Vanusa de Paula Pires, de 23, ex-namorada dele. A barbaridade foi cometida na frente do filho de Vanessa, de 5 anos, e de outras três crianças - os pequenos da ex-namorada Vanusa, de 4, 3 e 2 anos.

O relacionamento de Vanusa com Kléber era violento, com brigas e agressões. Segundo Frederico Abelha, delegado responsável pela captura do acusado, em janeiro ele teria quebrado o maxilar da namorada a socos. Os dois se separaram depois disso. mas ele queria reatar o namoro.

O crime contra a irmã de Vanessa ocorreu na mesma noite em que Kléber tentou tirar a ex-namorada à força de um pagode. Ele acabou impedido por amigos dela. Nervoso, o cara foi até a casa onde a garota morava com a irmã. Vanusa não estava lá. Ele então estrangulou a cunhada Vanessa, que tinha denunciado o sujeito à polícia por causa das agressões. O monstro checou se vítima estava sem vida antes de fazer sexo com o cadáver. "Depois de ejacular, ele a vestiu novamente." Kléber foi preso na última quarta-feira em Brasília de Minas (MG). Será indiciado por homicídio triplamente qualificado, corrupção de menores. Se condenado, poderá pegar até 30 anos de xilindró.



© Copyright Editora O DIA S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O DIA.