Plantão de Polícia

Duas ‘casas das primas’ têm as portas fechadas

16/06/12 01:00
atualizado em 16/06/2012 02:08

Em ação conjunta, polícia e MP dão dura em locais acusados de explorar prostituição

Famoso endereço de prostituição em Ipanema, onde uma hora de programa custa em média R$ 520, a termas Centauros foi fechada na madrugada de ontem pela polícia. Além da casa, a operação, realizada em conjunto com o Ministério Público, interditou a Termas L'Uomo, em Copacabana, por suspeita de exploração sexual. Duas pessoas foram presas, outros 10 locais vistoriados e documentos e computadores apreendidos, assim como farta quantidade de dinheiro em moeda nacional e estrangeira, como dólar e euro.

As denúncias de exploração sexual partiram de investigações realizadas pela Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público (MP) e pela 12ª DP (Copacabana). O objetivo da ação foi arrecadar provas para a fundamentação de ação penal contra os donos dos estabelecimentos. A pena para o crime de exploração da prostituição varia de 2 a 5 anos de prisão.

Foram presos os gerentes das duas casas, o que motivou as interdições. Os outros locais vasculhados foram Copacabana Termas Spa, Café Sensoo, La Cicciolina, Barbarella, Erotika, Don Juan, Termas Casablanca, Boate Miami Show, Boate Calábria e Boate 204, todas situadas em Copacabana. Em sete casas houve ainda apreensão de documentos e computadores por apresentarem irregularidades.

 



© Copyright Editora O DIA S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O DIA.