Mudança de sexo

Operação da Polícia Federal

Bicheiro criava veado e outros bichinhos ‘fofos’

02/03/12 00:51
atualizado em 02/03/2012 01:53

Espécies exóticas estavam em cativeiro no sítio de Rogério Andrade

Animais exóticos criados pelo contraventor Rogério Andrade foram apreendidos ontem durante a Operação Bicho do Bicho, deflagrada por agentes da Delegacia de Combate aos Crimes Ambientais da Polícia Federal. Os bichos eram vítimas de maus-tratos e estavam sendo mantidos em cativeiro no sítio de propriedade do contraventor, em Petrópolis, na Região Serrana. Entre as espécies encontradas estão lhamas, alpacas dos Andes, um emu da Austrália e avestruzes e até um veado.

Além de responder pelo homicídio do primo Paulinho Andrade, morto em 1998, e de ser acusado de integrar a máfia dos caça-níqueis, Rogério, que está foragido, vai responder por maus-tratos, por manter os animais em cativeiros sem autorização do Ibama, órgão regulador, e também por importar ilegalmente bichos de outros países. Em entrevista ao RJ TV, da Rede Globo, o delegado Fábio Scliar afirmou que o contraventor pode ser acusado por pelo menos cinco delitos por conta do zoológico irregular.

"É possível que ele responda por cada um desses ilícitos mais de uma vez. Vai depender do número de animais e de como foram adquiridos", disse Scliar.

Veterinários ajudaram

Um veterinário e dois tratadores do RioZoo participaram da ação. Eles ajudaram a identificar e a analisar as condições dos bichos. Num campo de futebol, sem qualquer proteção contra o sol, havia famílias de veados com filhotes. Devido à dificuldade na captura dos animais, principalmente das lhamas, só cinco bichos foram levados para o zoológico.

 



© Copyright Editora O DIA S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O DIA.